capa-post

Uma oportunidade dentro da calamidade

Quem nunca ouviu a máxima de que “Deus é brasileiro”? Essa ideia sempre povoou a mente coletiva verde e amarela, talvez por ser uma ideia anestésica ou uma espécie de negação em meio ao caos espalhado por várias direções. Mas, afinal, independentemente do excesso de otimismo ou de pessimismo, onde de fato estamos? Como estamos? Neste artigo, procurei analisar alguns indicadores, de acordo com dados disponíveis, com o objetivo de chegarmos a uma conclusão sobre o que é real, mera propaganda governamental ou uma ficção em que muitos têm preferido acreditar.

tit-educacao
bonecoNo Top 100 das melhores universidades dos países emergentes (que considera nações como Rússia, Índia, China e outras da mesma categoria), o Brasil tem apenas quatro instituições relacionadas, segundo a revista britânica Times Higher Education (THE). Se essa lista incluísse países de primeiro mundo, elas talvez aparecessem lá pela 500ª posição. Outro dado importante: no início de 2014, a Unesco divulgou o ranking dos países com os maiores índices de analfabetismo. Como você acha que o Brasil se posicionou? Não foi nada bem, ocupando a lamentável 8ª posição no ranking dos países com mais adultos analfabetos no mundo.

tit-saude

mapa-saude

Fonte:https://data.worldbank.org/indicator/SP.DYN.LE00.IN/countries/1W?display=default

O SUS, sistema de saúde público brasileiro, está em último lugar mundial em qualidade, segundo relatório publicado recentemente pela Bloomberg. Além de custar caro e não oferecer um bom atendimento, o contribuinte de classe média que deseja oferecer um serviço com mais dignidade para sua família, ainda tem que contratar um plano de saúde privado, mesmo que já tenha sido descontada na fonte uma contribuição para o programa do governo. Resultado? A população brasileira tem a 127ª expectativa de vida do mundo, menor que a de países como Egito, Jamaica, El Salvador, Colômbia e Síria. Compare a realidade brasileira em relação à expectativa de vida com a dos outros países, no mapa acima.

tit-qualidade

onibusO brasileiro é alegre e sorridente e nenhum de nós tem dúvidas quanto a isso. Mas será que ele realmente tem razões para tanto ou, na verdade, aprendeu, depois de muito sofrimento, a desenvolver sua resiliência para viver melhor? Segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), o Brasil está na 85ª posição no ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), atrás de países como Bósnia-Herzegovina, Azerbaijão, São Vicente, Granadina e muitos outros. O IDH é um índice medido anualmente pela ONU com base em indicadores de renda, saúde e educação, o que reflete a qualidade de vida da população.

tit-seguranca

No estado de São Paulo, em 2013, houve um crescimento no número de sequestros na ordem de 21% em relação a 2012. Segundo estatísticas parciais do primeiro trimestre de 2013, em relação ao mesmo período de 2012, divulgadas pela SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo), houve um crescimento expressivo na criminalidade, na capital financeira do Brasil:

grafico1

 

 

gaiolaEsse resultado faz com que muitos empresários, que poderiam estar incentivados a investirem mais no Brasil, deixem o país em busca de um local mais seguro para suas famílias. Os que decidem ficar no Brasil vivem trancados em seus condomínios, com segurança particular, carros blindados, câmeras de segurança por todas as partes, além de viverem sem poder trafegar tranquilamente pelas ruas da cidade, o que chamamos de viver numa “gaiola de ouro”.

Não é que não exista a possibilidade de você ser assaltado em Orlando, de ter seu carro roubado em Sydney ou de ser atingido por uma bala perdida em Barcelona, mas depois de ter morado nessas três cidades e em várias outras, é profundamente lamentável ver o brasileiro refém de criminosos sem que o governo declare guerra e acabe com essa realidade. Em breve, veremos uma grande operação de segurança para que o Brasil fique mais seguro durante a Copa. Isso significa que é possível, mas logo que os eventos passarem, já sabemos o que vai acontecer.

Para este artigo não ficar grande e melancólico demais, optei por não escrever nada sobre o sistema prisional do país.

tit-carga

O Brasil tem a maior taxa de juros do mundo, e em elevação (Selic: 10,5% a.a.). Sobre os produtos consumidos, possui impostos embutidos que representam em torno de 50% do preço final. Um exemplo bizarro dessa realidade é o imposto cobrado sobre os remédios, ou seja, aquele imposto que está embutido nos preços nas farmácias que, depois que você paga, o comerciante é obrigado a repassar diretamente para o governo. O imposto que incide sobre os remédios corresponde a 34% do preço total. Ou seja, se você paga R$ 100 em um remédio, R$ 34 são impostos embutidos.

Agora, quem vai às bancas comprar a última edição da revista Playboy, o governo vai ficar com apenas 19% do que for pago. Ou seja, quem compra R$ 100 em revistas da Playboy, o governo recebe R$ 19. E se o seu cãozinho precisar tomar um remédio, a mordida é ainda menor. O imposto embutido sobre remédios de animais no Brasil é de 13%. Quem estabelece a quantidade de impostos embutidos em cada produto, além de todos os impostos que você já paga descontados na fonte, IPVA, IPTU, IR, dentre vários outros, é o próprio governo, de acordo com seus próprios critérios e prioridades.

grafico2

 

tit-empree

As pequenas empresas no Brasil são responsáveis pela geração de 52% dos empregos formais, de acordo com o Sebrae. Isso mostra a grande importância social que têm o empreendedorismo e a iniciativa de verdadeiros heróis que, em meio a tantos impostos, burocracia, falta de segurança, saúde e educação, ainda se encorajam a colocar seus sonhos e projetos em prática, remando contra a maré e abraçando enormes oportunidades.

Uma coisa é certa: o Brasil, longe da propaganda governamental, tem grandes problemas que o mantêm muito distante dos portões do primeiro mundo. No entanto, a força do mercado interno brasileiro é incrível, produzindo milhares de novos milionários todos os anos. Em outras palavras, o Brasil pode não ser o melhor do mundo para morar, mas certamente é um dos melhores lugares no planeta para prosperar financeiramente.

empre-ilu

É claro que só colocam a mão no pote de ouro os que têm a coragem de desbravar um território tão inóspito quanto o mundo dos negócios. Em especial, no Brasil, os desafios são infindáveis, porém, uma terra fértil para novas ideias, serviços com valor agregado e produtos inovadores e com estratégias bem elaboradas. Não é por acaso que, de acordo com Wealth Insight, a previsão para o ano de 2014 é de serem produzidos mais 17.293 novos milionários brasileiros (quem possui mais de U$ 1 milhão em sua conta bancária), uma média de 45 novos milionários por dia. É claro que essas estatísticas revelam apenas os que vão conquistar seu patrimônio honestamente e terão todos esses valores declarados. Veja o quadro abaixo com a performance dos países que mais vão produzir milionários em 2014:

tabela

Perceba alguns pontos interessantes na tabela. O primeiro, é que em terceiro lugar em crescimento no número de milionários em 2014 encontramos a Nigéria, um país africano repleto de problemas sociais e políticos, mas onde alguns visionários estão prosperando no deserto e contrariando todas as estatísticas. O Brasil, que já possui quase 200 mil milionários, aparece na 5ª posição e projeta um crescimento de 8,9% de sua população de novos ricos. Considerando que estamos falando de milionários que produzem e que criaram riquezas longe das mamatas governamentais que presenciamos corriqueiramente nos meios de comunicação, é muito provável que estejamos falando de alguns atletas de sucesso, alguns artistas em ascensão e vários empresários e comerciantes bem sucedidos. Curiosamente, sejam atletas, artistas ou empresários, estamos falando de gente que teve a coragem de não seguir a boiada, encarando atividades com mais riscos e longe da segurança e estabilidade encontrada em outros setores.

Portanto, podemos concluir que apesar de todos os problemas que vemos a cada dia se agravarem no país, sem que o governo seja capaz de revertê-los, temos no mercado brasileiro a grande fortaleza que faz com que o Brasil represente uma oportunidade ímpar para quem deseja construir projetos com escala e de grande valor. Inclusive, falando em escala, só em 2012, foram mais de R$ 140 bilhões em operações de fusões e aquisições no país. Grande parte desse montante veio de fundos internacionais que escolheram o mercado brasileiro para investir. Bom para o Brasil e bom para os fundadores dessas empresas adquiridas que realizaram seus suados lucros.

Quem sabe um dia conheceremos um governo capaz de liderar um país que seja seguro, com serviços públicos que demonstrem o respeito pelo contribuinte e que, por tudo isso, seja um país justo.

 

Comentários

comentários