_magaldi

Segunda fase do GV a todo vapor

O GVTOP marcou definitivamente o início da segunda fase do Geração de Valor. Agora, com o anúncio oficial de uma série de projetos que já estavam sendo desenhados para iniciarem neste ano, a equipe do GV está trabalhando a todo vapor para transformar tudo em realidade.

Conversamos com o CEO do Geração de Valor, Sandro Magaldi, que falou sobre as sensações de estar à frente de um projeto tão grandioso, como está sendo o trabalho do GV neste momento, a repercussão do GV TOP e muito mais.

Confira abaixo a íntegra da entrevista:

A partir do GV TOP, o Geração de Valor entrou definitivamente em sua segunda fase. Como está sendo o trabalho de comandar esse momento tão importante do projeto?

Mágico, inesquecível, emocionante, incrível… É difícil encontrar palavras para expressar a importância desse projeto e a felicidade de pertencer a esse movimento. Estou convicto de que temos condições de continuar criando valor na vida de milhões de pessoas e a nova fase do Geração de Valor irá amplificar nossa mensagem. Ainda não tenho a dimensão exata de aonde tudo isso pode chegar (na realidade, acredito que ninguém tenha). Porém, estou certo de que a simples perspectiva de contribuir para o desenvolvimento de uma única pessoal já justifica e valida todos nossos esforços.

Entre os projetos anunciados no GV TOP para este ano, já há um cronograma ou uma previsão de quando vão começar a acontecer? O que deve vir primeiro?

Estamos, neste exato momento, planejando essa agenda. Nosso objetivo é organizar todas as frentes e, nos próximos meses, informar nosso cronograma. Nosso foco está centrado nos projetos do Instituto Geração de Valor (Escola de Águias, Som GV, Dream Motion – Cruzeiro e nossa frente social em parceria com o Eduardo Lyra, do Gerando Falcões). Nosso desejo é acelerar ao máximo todas as frentes e o interesse despertado pela comunidade só reforça a visão de que estamos no caminho certo. Não vamos, no entanto, correr o risco de colocar na rua projetos que não estejam alinhados com o nível de qualidade que nos comprometemos a entregar aos nossos fãs.

E com relação a essa primeira atividade presencial do GV, o GV TOP, qual a avaliação que você faz?

Espetacular. Os feedbacks que recebemos foram incríveis e a emoção que sentimos no evento foi inexplicável. Só mesmo quem esteve presente pode sentir a energia contagiante do público, sua interatividade e compromisso com nossa causa. O evento foi um marco. Um pontapé inicial de tudo o que está por vir. Estamos comprometidos e muito confiantes com as perspectivas de que temos de fazer a diferença na sociedade por meio de nossas iniciativas. E, para isso dar certo, contamos muito com nossos fãs, seguidores e quem participa ativamente de nossa comunidade.

Como você tem percebido a receptividade dos GVs às novidades que estão por vir, como o Som GV, Dream Motion, Escola de Águias?

Como comentei, a receptividade tem sido incrível. Muita intensidade! Estamos convictos de que teremos muito êxito nessas iniciativas, pois a turma já está aguardando com muita expectativa os próximos passos. Logo, logo teremos novidades.

A expansão do GV, do online para o mundo real, é definitiva e já está em curso. Mas isso, sem dúvida, não significa diminuir o ritmo na internet, não é?

Nós não acreditamos nessa divisão do mundo entre on e offline. No final do dia nos relacionamos com pessoas. Os canais variam e adaptamos a comunicação e sua forma de acordo com o perfil do público e meio. Porém, está claro que, independente do meio, falamos com pessoas. Por isso que todos nossos projetos têm algum envolvimento com o meio digital. Não poderia ser diferente, até devido a nossa própria origem e natureza. Além disso, acreditamos no ambiente digital como o contexto ideal para alavancar e impulsionarmos nossa mensagem. Reitero: acreditamos em um mundo sem fronteiras onde o on e o offline devem atuar de forma integrada e alinhada utilizando todo potencial e recursos de cada um desses ambientes.

 

Comentários

comentários