__peixe

Pense fora da caixa

Passei dois anos na Marinha, num processo de formação de oficiais, sem saber nadar, de onde fui convidado a me retirar por não me adequar ao modelo padronizado de uma rotina militar.

Abandonei a faculdade para me dedicar ao meu projeto e em seguida me casei aos 20 anos de idade com a Luciana, que tinha 17, com quem tenho hoje três filhos e 22 anos de casado.

Durante os primeiros 10 anos como dono de uma das mais bem sucedidas redes de escolas de inglês no Brasil, entre 1995 e 2005, na época já com mais de 120 filiais e centenas de milhares de alunos matriculados, não sabia falar inglês. Essa rede foi vendida para um grande grupo, numa das maiores transações da história do setor de educação.

Apesar de ler muito em minhas pesquisas, não gosto de ler de forma sistemática, ou seja, o último livro que li foi há oito anos. No entanto, estou prestes a lançar o meu próprio (o primeiro) pela maior editora do país.

Durante minha juventude, joguei vôlei. Sou proprietário de um clube de futebol nos EUA que, mesmo antes de a bola rolar na liga principal, já tem propostas de investidores, avaliando o clube em algumas centenas de milhões de dólares.

Gente de nariz torcido durante o início de meus projetos e me chamando de louco é o que mais vi na vida. Gente me dando tapinhas nas costas depois que tudo deu certo também.

Quando eu falo para você sair do padrão, sair do fluxo da boiada e pensar fora da caixa, eu sei muito bem o que estou dizendo…

Amanhã, será apresentado o penúltimo capítulo do estudo de caso sobre minha trajetória como empreendedor na plataforma meuSucesso.com. O material está muito rico.

Na próxima semana, vamos iniciar um novo estudo de caso com o Arri Coser, fundador do Fogo de Chão. Um garçom que começou do zero e vendeu sua rede de restaurantes por mais de R$ 230 milhões.

Assine agora o meuSucesso.com e comece a aprender com quem pensa, na prática, fora da caixa desta sociedade padronizada.

Comentários

comentários