__venezuela

Sobre a posição do Brasil em relação à situação na Venezuela

Países sérios da América Latina, Estados Unidos e União Europeia divulgaram nota de repúdio contra a prisão do prefeito de Caracas, Antonio Ledezma, que se juntou a Leopoldo Lopes, preso há um ano pelo mesmo motivo: conspiração contra o governo e ameaça à Constituição. Ou seja, eles foram presos porque são oposição ao governo. Simples.

Essa prisão arbitrária junta-se a várias outras, bem como acusações de tortura, censura e dura repressão a protestos que levaram dezenas de estudantes à morte recentemente. Tudo isso culmina com a maior inflação da América Latina e a maior violência urbana do mundo, que tem levado os venezuelanos a frequentarem humilhantes filas para comprar itens básicos de higiene pessoal, desemprego, bem como a saída dos mais ricos do país, o que já ocorre há 10 anos.

Apesar de todo esse caos econômico e político que resulta numa ditadura que dura mais de 16 anos, o governo brasileiro se cala, omitindo-se em seu papel de líder na região. Já o PT, o partido do governo, emite nota de apoio ao ditador Nicolas Maduro. Fica muito claro para todos os brasileiros o posicionamento do governo brasileiro.

Como morei na Venezuela, ninguém me contou sobre o estrago feito nesse país desde que o socialismo bolivariano foi instaurado. A propósito, morei na Venezuela em 1993, quando Hugo Chaves estava preso por uma tentativa de golpe militar. O país era maravilhoso. Hoje, está em frangalhos.

Tenho vergonha do apoio que o governo do Brasil dá a essa ditadura.

Comentários

comentários