Permita-se conhecer outras formas de vida

Permita-se conhecer outras formas de vida

Sempre que você quiser reclamar que os juros no Brasil são altos (e são mesmo), lembre-se de que, por causa disso, cada real que você poupa renderá num dos maiores retornos sobre investimentos do mundo também. Nesse cenário, quem tem boa educação financeira terá herdeiros mais felizes.

Sempre que você quiser reclamar da baixa qualidade dos serviços no país, lembre-se de que, por isso, fica bem mais fácil do que em países de maior concorrência criar negócios que resolvam os infinitos problemas que vemos por todos os lados.

O que mais é ruim no Brasil? Por onde você olhar existirá uma chance de mudar seu destino.

“Mas, Flávio, não tenho capital!”

Bem vindo ao clube. Muitos empreendedores como você e eu também não tínhamos. Você não é o único privilegiado.

Formas de você começar e gerar o seu capital:

1. Crie o projeto e venda uma participação (%) para um amigo que tenha mais recursos para que ele seja seu sócio.

2. Um empréstimo, seja de alguém próximo ou banco (mais arriscado).

3. Comece vendendo um produto e vá crescendo organicamente o seu capital (médio prazo).

4. Se você já é bastante qualificado, é possível ter o investimento de algum investidor institucional. Eles não investem em ideias, investem em pessoas.

Pense grande, mas comece pequeno. Outra dica, seja bom em vendas. Esse é o melhor caminho para quem tem pouco capital. Quando você vende, seu cliente é quem financia.

Por favor, não se ofenda. Compartilhar minha visão é sempre o meu compromisso.

Empreender é como voar livremente pelos céus de um mundo perigoso. Não empreender é como estar preso numa gaiola, protegido pelas grades que o prendem.

Ninguém é melhor do que ninguém, mas quem deseja mais da vida (quando digo mais é mais mesmo) só tem uma alternativa: empreender.

No fundo, o mundo nos treinou para termos essa forma de vida dentro da gaiola, alimentados por alpiste todo quinto dia útil, sonhando em ganhar na loteria ou que seu filho se torne o novo Neymar.

Eu sonho com uma legião de jovens ambiciosos que queiram mudar de vida através de seus projetos. Que sonham em voar livremente, sem depender de patrão, de familiares e muito menos de governo.

Esses jovens estão por aí, muitas vezes, precisando apenas saber que a porta da gaiola já está aberta. Basta ter a coragem de saltar e voar.

Acha muito arriscado? Uma franquia de uma marca consolidada e com boa gestão pode ser uma alternativa mais segura.

Comentários

comentários