gasolina

O preço da gasolina baixou. Onde?

Sim, a gasolina baixou de preço nesta semana. Em Orlando, Flórida, onde o litro está sendo vendido hoje ao equivalente a R$ 1,70. Motivo: o preço do petróleo tem caído no mercado internacional, barateando de imediato a gasolina para a população americana.

Enquanto isso, num país não muito distante chamado Brasil, na terra do pré-sal e na contramão do mundo, a gasolina subiu de preço, chegando a ser vendida a R$ 3,20 o litro. Mas o povo brasileiro é pacífico, está acostumado a pagar a conta. Espera: pacífico ou passivo?

Mas qual é o motivo para essa diferença de preços? De novo, impostos. Em Orlando, o imposto sobre a gasolina é de 6%, enquanto você paga 53% de impostos embutidos sobre o preço da gasolina, enquanto a margem de lucro de um posto de gasolina é de cerca de 5%. Isso mesmo. Dos R$ 3,20 por litro que você paga, R$ 1,69 vai direto para o governo, sendo que é o próprio governo que produz, distribui e vende grande parte da gasolina no Brasil através da Petrobras, que possui sua distribuidora e sua própria rede de postos.

Falando nisso, a Petrobras há 6 anos valia, a valor presente, R$ 737 bilhões, sendo uma das maiores empresas do mundo e considerada um orgulho nacional. Hoje, desvalorizou e vale a bagatela de R$ 137 bilhões. Agora, o que subiu mesmo, além do preço da gasolina, foi a dívida da Petrobras: R$ 331 bilhões. Ou seja, deve quase 3 vezes mais o seu valor de mercado. Uma vergonha publicada nos meios de comunicação de todo o mundo.

Dessa vez não dá para culpar a crise internacional, pois o principal motivo dessa quebradeira é a falta de credibilidade da companhia devido a desvios bilionários, falta de gestão, excesso de empregados e principalmente a mistura de política nos negócios de uma companhia de capital aberto, o que gera a corrupção como nunca antes se viu na história desse país.

Sei que a notícia é pesada, mas pior seria não saber a verdade e ainda achar que está tudo bem.

Comentários

comentários