__vidroquebrado

O Brasil que não quero para meus filhos

Segundo relatório publicado recentemente pela respeitada ONG Social Progress Imperative, dentre 132 países, o Brasil ficou classificado como o 11º país mais violento do mundo.

Na boa, deixando o discurso politicamente correto de lado, apesar de eu investir bastante no Brasil – e vou continuar investindo – moro com minha família fora dele há 5 anos e não pretendo que meus filhos jamais sejam expostos aos absurdos que acontecem neste país.

Sinceramente, do fundo do meu coração, tenho pena dos brasileiros e uma imensa vergonha de seu governo, pois somos nada mais e nada menos que a 7ª economia do mundo. Logo, a única explicação é incompetência ou má fé.

Antes que apareçam militantes políticos me enchendo o saco, eu não estou nem aí para partido político. Há muito pouca diferença entre eles, no momento.

Eu avalio resultados e este, em particular, impacta na qualidade de vida do brasileiro, que a cada dia fica mais refém de uma sociedade corrupta e violenta. O pior é que muitos se acostumam com isso e até nem acham tão grave assim…

Eu já morei nos EUA, Austrália, Espanha, Inglaterra e Portugal. A diferença é absurda!

Quem também conhece, sabe o que estou falando. Quem não conhece, vive conformado e mergulhado em sua baixíssima referência e acreditando no papo mole dos políticos.

O que você vai fazer com esta informação é com você, mas pelo menos você tem o direito de saber a realidade sem maquiagem.

Comentários

comentários