eseeufalhar

E se eu falhar?

Essa é uma pergunta que assombra muitos brasileiros. Muitos não sabem que falhar, errar ou fracassar, chame como quiser, é natural na vida de alguém que deseja construir uma história acima da média. Para aumentar a pressão, basta errar, que as pessoas caem matando, criticando e desqualificando até sua terceira geração. Afinal, a internet há muito tempo se tornou um tribunal cheio de juízes de última instância.

Errar faz parte da vida de quem deseja evoluir. Para não errar, basta ficar parado, sem ousar e sem evoluir, passando toda uma vida estagnado na mesmice, nadando na mediocridade e na estabilidade. O risco de errar deve ser enfrentado de peito aberto e de cabeça erguida. Ao errar, deve-se ter humildade para reconhecer o erro, não perder tempo dando justificativas. Em vez disso, assuma a responsabilidade e seja rápido ao se retratar. Depois de refletir e aprender com o erro, comece a pensar no próximo projeto.

Respondendo a pergunta, se você falhar, não perca sua ousadia em cada falha. Mais tarde, depois que você alcançar um resultado concreto e incontestável, os mesmos que o condenaram no tribunal da internet vão lhe dar tapinhas nas costas e dizer:

“Eu sempre acreditei em você”.

Comentários

comentários