__dardos

Só acerta o alvo quem o enxerga

O ápice do sucesso de um empreendedor não acontece quando ele começa a ganhar o lucro de seu negócio, nem quando ele é reconhecido pelo público, nem quando sua empresa aparece nos jornais, quando a sua marca passa a ter evidência e tampouco quando se torna líder de seu mercado.

O ápice do sucesso de um empreendedor acontece quando o reconhecimento da empresa que ele criou é tão grande a ponto de o mercado se dispor a pagar para adquiri-la. Ou seja, o empreendedor alcança o ápice de seu sucesso quando ele vende seu negócio, realizando o lucro do patrimônio que construiu.

Nos EUA, por exemplo, empreendedores que vendem seu negócio logo são reconhecidas por pessoas comuns, pois já há uma percepção madura da população sobre o que representa essa conquista.

No Brasil, lembro-me que logo depois que vendi minha empresa no ano passado, numa das maiores transações da história do setor de educação, algumas pessoas me perguntaram, preocupadas: “Mas, Flávio, por que você vendeu sua empresa? Você está passando por algum problema?”.

Todos nós estamos sempre vendendo alguma coisa. Empregados vendem sua hora para uma empresa em troca do salário. Outros vendem seus produtos ou serviços através de suas empresas. Num outro patamar, empresários vendem ações de suas companhias. Mas, no topo, criadores de modelos de negócios venderão para o mercado os empreendimentos bem sucedidos que criaram.

Enxergando em perspectiva, o que você está vendendo agora? Horas, produtos, ações ou empreendimentos?

Comentários

comentários